PET NO AVIÃO

É possível viajar com seu pet, quer para destinos nacionais, quer para internacionais, mas, existem algumas regras a serem seguidas, que variam de acordo com a companhia e o pet que você está levando. Abaixo separamos algumas regras gerais. Consulte o site da respectiva empresa antes de viajar.

Para levar os animais, donos devem ficar atentos a várias regras da companhia aérea

Se você acha que levar o seu pet é simples, não cultive esperanças, a Gol pede que os passageiros que quiserem levar os bichinhos a bordo cumpram com certas regras. Para carregar tanto cães quanto gatos é preciso colocá-los dentro de uma caixa de transportes que tenha espaço suficiente para que o animal possa dar uma volta completa. A caixa com o pet deve ser colocada embaixo da poltrona, ou seja, o animal transportado não pode ser muito grande para que ele possa ser acomodado na parte de baixo da poltrona e o peso máximo autorizado é de dez quilos. A idade mínima dos pets para poderem ser transportados é de quatro meses.

É necessário que o bicho esteja bem cuidado, com boas condições de higiene. Importante também é que o pet possua as vacinas em dia.

Outra condição fundamental para que o animal possa embarcar, é que o dono apresente um documento exigido pela Agência Nacional de Aviação Civil, o atestado de saúde. Este documento é expedido pela Secretaria de Agricultura Estadual, por um veterinário ou por um Posto do Departamento de Defesa Animal.

Há regras também quanto ao local onde os passageiros com pet podem se sentar, isto é, não é permitido ocupar os lugares nas saídas de emergência ou na primeira fila do avião.

Estas são algumas das principais regras que a empresa impôs para que passageiros possam levar os seus bichinhos consigo.

Agora você já sabe que pode levar seu amiguinho, para passear, ainda que você não vá imigrar para Quebec, pode levar seu bichinho para a viagem ao Canadá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *